10 motivos bobos que levam os corretores de imóveis ao fracasso ( o #7 vai te surpreender)

Você já pensou nisto?

Você trabalha, trabalha e trabalha. Mas, depois de vários atendimentos, o número das suas vendas é igual a ZERO ou praticamente isso, ou seja, um número tão insignificante diante de todo seu esforço e dedicação.

Isso lhe parece familiar?

Eu também já passei por essa situação! Contudo, não se preocupe, a sua história não precisa terminar assim. O fim do poço não é para você!

Depois de anos de trabalho intenso como corretor de imóveis, posso afirmar que aqueles profissionais que não se destacam na profissão têm alguns comportamentos em comum. Por isso, eu vou te dizer o que os corretores medíocres, o que os corretores que falham fazem e como pensam. São 10 motivos absurdamente simples, mas altamente nocivos para o seu sucesso.

Você entrará num mundo inexplorado pela maioria dos corretores de imóveis, coisas que os cursos de formação não te ensinam, mas que o mercado te empurra goela abaixo sem dó nem piedade.

E eu aposto que o motivo #7 irá surpreender você. Por quê? Bom, ele é ignorado pela maioria dos corretores que trabalham no mercado. E sim, ele faz toda a diferença.

Vamos lá!

#1 – Não gostam de vender

Por incrível que pareça, os corretores que falham não gostam de vender. Eles viraram corretores pelo acaso, são os famosos “corretores de bico” que caíram no mercado sem querer, por falta de opção.

Eles não sabem o que um corretor faz e ainda acreditam que ser corretor de imóveis é ser um mero “mostrador de imóveis”.

São os corretores que odeiam a segunda-feira e que não veem a hora de chegar logo a sexta-feira para a semana acabar mais rápido, adoram um feriado para poder ter uma folga. Quando vão tomar um cafezinho, ficam 1 hora conversando fiado para “comer o tempo”. São frustrados por natureza e reclamões por essência.

#2 – Temem a rejeição

“Pedras no caminho? Eu guardo todas. Um dia vou construir um castelo.” (Nemo Nox)

É claro que ninguém gosta de receber um não. Contudo, o não faz parte do DNA da nossa profissão de corretor de imóveis.

Os corretores medíocres recebem o não e levam para o pessoal, como se fossem a “última cereja do bolo”. Pobres coitados. Clientes não rejeitam a pessoa em sua essência, ao contrário, elas rejeitam o atendimento, o imóvel.

Entender isso e saber lidar com a rejeição com profissionalismo é vital, pois é essa compreensão que te dará as condições necessárias para construir um relacionamento verdadeiro com o seu cliente e converter uma objeção em vendas.

#3 – Se sentem perseguidos

Corretores fracos acreditam que a venda deveria “cair do céu”, que o cliente é difícil e que a empresa e os clientes querem usá-los. Por isso, sentem-se perseguidos pelo “destino”, pela vida, pela empresa, pelo gerente, pelos clientes, pelo azar, por tudo…

Esses corretores me lembram muito o desenho animado Lippy e Hardy. Neste desenho, o personagem Hardy, uma hiena, vive o tempo todo reclamando: “Oh vida, oh céus, oh azar… isso não vai dar certo!” Para Hardy (que significa “resistente”), a vida é um fardo difícil de se carregar.

Nada lhe dá prazer, nada lhe motiva. Igualzinho ao corretor fracassado.

#4 – Não têm “tesão”

Os corretores medíocres não possuem “tesão pela vida”. E sem “tesão de viver” acabam se tornando uns brochas. Faço essa analogia convicto, pois os corretores fracassados com quem trabalhei, convivi e analisei não possuíam virilidade para ultrapassar os momentos difíceis. Com isso, acabam entrando na “roda do rato”, ou seja, andam, andam e não saem do lugar.

Eles confundem teimosia com persistência e os seus resultados são puro sofrimento. O resultado: perdem de vez o tesão, o entusiasmo pela vida, pelo trabalho, pela profissão.

#5 – Focam a venda

Corretores fracassados possuem foco nas vendas e não nas pessoas. Dessa forma, não são curiosos, não perguntam ao cliente o motivo da compra (ou venda) e só se preocupam em vender, vender e vender…

Por consequência, não prestam atenção nos detalhes e acabam perdendo a oportunidade de entender e compreender as pessoas. Esses corretores jamais batem suas metas.

#6 – Não têm paixão

Se você não gosta do que vende, jamais será um corretor #QR! No máximo, você será um bom corretor que até vende de vez em quando.

Porém, corretores campeões são apaixonados pelo que vendem e, acima de tudo, acreditam no que vendem, eles têm a convicção de que ajudam as pessoas e por isso seus resultados são perpétuos.

Para os QRs não tem esse blá-blá-blá, que esse imóvel é feio, que aquele é melhor que outro. Seu pensamento é um só:“Se um imóvel existe, ele tem comprador”.

Basta colocar paixão na ação para encontrar o cliente para ele.

#7 – Vivem 1 ano em 10 anos

“Seja um padrão de qualidade. As pessoas não estão acostumadas a um ambiente onde o melhor é o esperado.” (Steve Jobs)

  • – Pra que isso?
  • – Isso não resolve nada?
  • – Eu já conheço isso!
  • – Isso não funciona!

Corretores fracassados não acreditam em cursos, em capacitação, em desenvolvimento. Muitos fazem um único treinamento na vida e vivem esse treinamento por anos. Não percebem as mudanças do mercado, das pessoas, da cidade. Não estudam, não leem livros, não se reciclam. Dessa forma, acabam repetindo os mesmos erros, as mesmas falhas e dificilmente aprendem. Afinal, seu pensamento é “eu já sei disso tudo”.

#8 – Terceirizam a culpa

Corretores fracos não assumem a responsabilidade da sua carreira. Vivem terceirizando suas escolhas.

A culpa da sua falta de resultados é sempre do mercado, da empresa, do gerente, do colega ao lado, de todo mundo, mas nunca deles.

Não importam as cartas que você recebe no início do jogo, o que fará de você um campeão é o seu posicionamento em relação a isso e lembre-se: o jogo acaba na última carta.

#9 – Só enxergam o problema

Corretores fracassados só focam no problema e, dessa forma, não percebem as oportunidades. A cada cliente atendido que não compra, ele fala: perdi o meu tempo com esse “cara” e sou realmente um azarado, não pego um cliente comprador.

O corretor QR, ao contrário do fracassado, vê na dificuldade a oportunidade de melhorar. E ao invés de ficar se sentindo um azarado, ele se pergunta: “O que eu posso fazer para melhorar no próximo atendimento e não perder mais nenhum cliente?”.

Vendas é um jogo mental e de preparação – não há espaço para desculpas. #QR

#10 – Não são competitivos

“Nós nos melhoramos com vitórias sobre nós mesmos. Competição deve existir e você deve vencer.” (Edward Gibbon)

Somos competitivos por natureza, isso faz parte da essência do ser humano. Contudo, competir é querer se superar sempre e aprimorar sua performance permanentemente. Isso nada tem a ver com passar por cima dos outros ou não agir com ética!

Corretores fracassados odeiam competir, porque entendem apenas o lado devastador, desonesto da competição e não a encaram como um desafio de superação diária das suas práticas em busca do seu melhor.

Não tenha medo de competir até com você mesmo, de superar sua preguiça, seu conformismo, seu pensamento pequeno. Superando isso, você será um grande vencedor, não tenha dúvida!

Eu ainda não sei todos os ingredientes da receita do sucesso, mas posso garantir que esses 10 motivos te levarão mais rápido para o fracasso. Então, abomine definitivamente essas práticas e pensamentos da sua vida.

O mundo está cheio de profissionais bons. Porém, se você quer surpreender o seu cliente, SEJA EXCELENTE! SEJA UM QR!

E, para finalizar, eu adoraria saber a sua opinião sobre este artigo.

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que você mais gostou neste post ou sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar conosco ou até mesmo alguma crítica que possa me ajudar a melhorar cada vez mais o nosso trabalho para melhor ajudar a você!

A partir de agora, é com você. Sucesso ou fracasso? Ambos estão disponíveis para você. A decisão é sua! Está nas suas mãos a força que precisa.

Porém, lembre-se: você não está só. Estou aqui e acredito em você.

Tome uma atitude agora. Ainda que tenha que pagar por isso, vai valer a pena.

#euacreditoemvoce

Te encontro no pódio!

Podemos fazer diferente, podemos fazer melhor!

Fonte: guilhermemachado.com