Avaliação Do Imóvel Decisão Difícil, Com Diversas Variáveis

Avaliação Do Imóvel Decisão Difícil, Com Diversas Variáveis

Preço X Decisão De Compra

O preço é um dos fatores que mais pesam no momento da decisão da compra e avaliação do imóvel. Um imóvel com uma ótima localização, uma boa metragem e uma boa disposição da planta, mas com um preço fora da realidade do mercado, dificilmente será negociado. Precificar uma casa, um apartamento ou um ponto comercial não é uma tarefa fácil. São diversas as variáveis que podem aumentar o valor agregado ou depreciar o imóvel.

Nos dias de hoje, as questões econômicas e sociais também influenciam diretamente no preço do imóvel. O mercado imobiliário passa por uma fase de transição, após anos sucessivos de crise. Agora, os preços dos imóveis residenciais à venda, por exemplo, indicam que a esperada recuperação do mercado imobiliário está só começando.

O Índice FipeZap, que acompanha o preço de imóveis anunciados para venda em 25 cidades brasileiras, indicou uma leve queda 0,29% no ano de 2018, uma negativa de 0,32% no valor dos imóveis quando falamos nos últimos 12 meses e 0.42% nos últimos 3 anos.

Quando falamos especificamente em São Paulo esses números mudam e melhoram. No ano houve um aumento no preço médio de venda de (+1,41%), nos últimos 12 meses cresceu (+1,98%) e comparando com os últimos 36 meses o aumento foi de (+3,39%). Isso mostra já um “Ajuste” em relação a Oferta e a Demanda de imóveis.

O preço médio do metro quadrado na Capital paulista é R$ 8.796,00. E esse valor varia em cada região.

O comportamento dos preços, segundo a pesquisa, não foi homogêneo entre as cidades monitoradas. Quatorze das vinte cinco cidades apresentaram queda no preço de venda deste ano, com destaque para Rio de Janeiro (-2,65%), Niterói (-2,46%) e São Vicente (-3,98%).

Avaliação Do Imóvel

“O preço do imóvel é um fator essencial para a negociação de compra e venda. Contar com a ajuda de um especialista, que tem a experiência para realizar uma avaliação minuciosa das condições gerais da casa ou apartamento, além de saber chegar a um valor atrativo de avaliação do imóvel para a localização e os atrativos que o mesmo possui”, explica o diretor da Étic Imóveis, Marlon Moro.

Principalmente nas regiões da Mooca, Tatuapé, Anália Franco e Vila Prudente, saber quais são os quesitos essenciais para dar o valor par ao imóvel pode ser a chave do sucesso da negociação. “São regiões com atrativos muito importantes. Os imóveis perto das estações do metrô e do monotrilho, por exemplo, tem uma valorização natural pela facilidade do transporte público. Imóveis perto dos shoppings e dos parques também tem um importante valor agregado”, aponta o especialista.

Também observa-se que o preço do imóvel leva em conta o seu tempo de uso, se está mobiliado ou não, o estado de conservação, o número de vagas de garagem, os serviços e atrativos do condomínio (salão de festas, piscina, academia, espaço kids, etc.). “Duas casas na mesma rua ou dois apartamentos no mesmo prédio podem ter preços diferentes por vários motivos, como estado de conservação, mobília, se foi modernizado ou não. São os detalhes que contam no momento de precificar”, indica.

É importante não cair na armadilha de supervalorizar os itens que não são de importância para seu cliente, mas que talvez exista para você.

Isso distancia a questão da venda e prejudica suas expectativas quanto ao planejamento financeiro. A grande dica é que você saiba valorizar os pontos fortes do imóvele antecipe as possíveis objeções que seu cliente venha a fazer.

 

Fonte: Publicidade imobiliaria