Dia do corretor de imóveis, hoje ninguém lembrou !

Hoje foi um 27 de agosto para se esquecer

27 de agosto dia do corretor de imóveis, ninguém nem uma viva alma ligou para me felicitar, parece que a cada ano a coisa está ficando pior, o mais perto de uma homenagem que recebi esse mês, foi um chapéu que um cliente me deu e quando fui cobrar a comissão, ele disse que eu era um grande corretor mais não iria pagar a comissão, eu retribui a homenagem e pedi para o meu advogado ligar para ele, para que os colegas vejam como a coisa está critica ninguém nos elogia, e se fizerem fiquem espertos pois por trás disso vem aquele choro, pô Sergio faz uns 3 % em nome da nossa amizade, ai eu digo que amigo é esse que quer me prejudicar em metade da comissão, e como  se eu chegasse no mercado e dissesse, poxa dono do mercado a minha conta deu 500,00 reais, mas em nome de nossa amizade faz 250,00.

Infelizmente a maioria dos colegas cede na cobrança dos honorários, dão descontos pensando em negócios futuros, ma minha opinião a nossa reação quando nos pedem para baixar os honorários, deve ser a mesma de um dono de mercado quando se pede um desconto nas compras, ele ira chamar os seguranças ou vai rir de nós.

Em minha ótica não a nada para comemorar nesse 27 de agosto de 2012, os proprietários e construtores nos pagam como se tivessem fazendo um favor ou dando esmola, só poderemos voltar a comemorar o dia do corretor, quando forçarmos a sociedade a nos respeitar como os profissionais que somos, somos os caras que realizam os sonhos de milhares de famílias, somos as pessoas que analisam a documentação e livramos a sociedade dos golpistas.

a sociedade precisa tomar um choque de consciência, e aprender a nos respeitar como se respeita um médico, um policial ou um bombeiro, pois participamos do momento mais sagrado e importante de uma família ”a aquisição de uma propriedade” prezados corretores de imóveis, façamos com que nos paguem o justo, e que o façam pois não estão fazendo nenhum favor, haja vista nossos honorários serem devidos e foram instituídos por um conselho, que foi criado as margens da lei, em resumo só queremos o que nos pertence.