História de Ermelino Matarazzo

Imóveis na Vila Rosária

História de Ermelino Matarazzo

O distrito de Ermelino Matarazzo começou a crecer no ano de 1926, com a chegada da ferrovia e com a construção da estação ferroviária Comendador Ermelino Matarazzo, na época correspondente ao desenvolvimento industrial de São Paulo. Tanto que as indústrias Matarazzo e Cisper instalaram suas fábricas no local. As áreas ao redor da estação foram loteadas e transformadas em vilas (como o Jardim Berlim, atual Jardim Belém).

No entanto, o processo de industrialização não durou muito, devido ao fato de que as indústrias passaram a preferir bairros próximos às rodovias, o que alterou radicalmente o perfil da região. Por oferecer terrenos mais baratos, e sem infra-estrutura, passou a receber uma grande massa de trabalhadores, principalmente de origem nordestina, e logo transformou-se em um bairro predominantemente residencial. Posteriormente, com a construção da Rodovia dos Trabalhadores, atual Rodovia Ayrton Senna, e com a proximidade do Aeroporto Internacional de Cumbica, o bairro voltou a receber indústrias, sobretudo químicas, que continuam funcionando na região. No entanto, segue aumentando o numero de estabelecimentos comerciais e de serviço, refletindo a tendência à terceirização que ocorre por toda a cidade.

Em 1970 passou a contar com 200 telefones automáticos, implantados pela antigaCompanhia Telefônica Brasileira – CTB, que utilizavam o milhar ‘4’ do prefixo 297. Alguns ‘cortes de área’ ocorreram a partir de 1980, como a construção de novo centro de fios denominado Vila União, em áreas próximas a Itaquera. Atualmente, aproximadamente 80.000 terminais estão instalados no centro telefônico de Ermelino Matarazzo.

Aspectos econômicos

De acordo com informações do censo demográfico de 2000, o distrito possui 106.838 habitantes, e atualmente apresenta redução da taxa de crescimento. 66% da PEApossui rendimentos médios e baixos, e 97,3% dessas pessoas trabalham fora do distrito. Também merece destaque o fato de que 26,6% das famílias são chefiadas por mulheres, um índice que vem aumentando a cada ano.

Predominam como atividade econômica da região o comércio e os serviços, concentrados sobretudo nas avenidas São Miguel, Boturussu, Paranaguá e Olavo Egídio de Sousa Aranha, e na rua Prof. Antônio de Castro Lopes, entre outras.

As Princiais Avenidas de Ermelino Matarazzo, são :

a avenida Paranagua  que nasce em uma travessa da avenida São Miguel antes da entrada da avenida Aguia de Haia, essa avenida possui grande fluxo de veiculos e pedestres, lá se encontra desde hospitais a loja de calçados, temos também a avenida Boturussu que é repleta de comércios, sendo um pouco mista entre imóveis comerciais e residenciais, e por fim a avenida Assis Ribeiro que passa por uma parte de Ermelino Matarazzo.